A inovação dos 10 anos, com a maturidade dos 30

2018-10-29T17:52:18+00:00 29 de Outubro , 2018|

Soluções na área dos sistemas de informação, consultoria para negócios com software próprio e um atendimento personalizado e à medida das necessidades das médias e grandes empresas são apenas alguns dos argumentos que fazem da all@work uma empresa de tradição, com os olhos postos no futuro.

Navegar num mar cibernáutico, que oscila entre correntes turbulentas e águas paradas, é um dos grandes desafios da all@work, que conta, para isso, com uma frota robusta e resiliente.

Há 10 anos a garantir plataformas estáveis e seguras, que aliam o que de novo existe com o que a experiência acumulada ensina, a empresa sediada em Matosinhos está atracada a uma tradição de 30 anos. Nascida de uma outra organização corporativa pública e internacional, a all@work combina uma história de décadas, construída lado a lado com os clientes. Uma lufada de ar fresco impulsionou a empresa com um novo nome e imagem, e, hoje, impõe-se como empresa privada e nacional.

A all@work assumiu, desde a sua génese, em 2008, o compromisso com o desenho de soluções que trilham novos caminhos, à escala das médias e grandes empresas com quem trabalham e que se agigantam na mesma medida.

Arquitetos e produtores de soluções e empreendedores de uma nova forma de pensar as necessidades dos clientes, Paulo Teixeira, diretor de operações da all@work, e os administradores, Richard Marques e Manuel Saraiva, querem cuidar o perto para fazer o longe. Uma envolvência de A a Z, o valor acrescentado sobre a concorrência na customização de soluções, e na qualidade do produto na aplicação ao negócio são algumas das âncoras em que os clientes da all@work se podem apoiar.

Estar atento é um desafio novo todos os dias, mas a direção da empresa acredita que é preciso potenciar o que já foi feito e experimentado para, depois, se aventurarem por novos territórios. É assim a rosa-dos-ventos das tecnologias com uma solução estável, credível e escalável… é o impulso de que os parceiros necessitam para atingir objetivos.

A all@work funciona como um integrador, desde o momento em que o problema é detetado. A solução é pensada na origem e a implementação e o suporte são feitos de uma forma contínua, até ao atendimento direto aos clientes, com quem mantêm uma relação duradoura, de confiança e cuidado. A empresa é um porto seguro no aumento da eficiência e na potencialização de resultados.

Trabalhar com autonomia, automatizar os serviços e gerir todo o negócio a partir de um só núcleo central são apenas algumas das valências de que a all@work dota os seus clientes, para que possam oferecer a mesma qualidade de serviço com mais rentabilidade.

É na vanguarda da evolução tecnológica e na proximidade entre o produtor e os seus parceiros que se constrói o perto e que se traça o longe. O sistema operativo da all@work faz da empresa o que ela é hoje: uma grande máquina, cerebral nas soluções, vizinha calorosa do sucesso dos parceiros.

Na vanguarda do conhecimento, com atenção aos pormenores

O caminho que a all@work percorreu começa a ser contado antes mesmo da moeda única e do advento da internet. É, por isso mesmo, uma viagem de descoberta, de desafio, que assistiu ao surgimento de novas empresas e à extinção de outras. Mas falar da all@work é recuar a 2008, um período de superação do Cabo das Tormentas, para que ali se viesse a empreender a esperança.

E a esperança nasceu, de um mercado frágil, através de respostas seguras. Era preciso pensar a informática de uma nova forma, corrigir rotas e afinar processos. Hoje, a all@work não é uma empresa que investe apenas na organização: a all@work aliou a maturidade do cumprimento de requisitos funcionais à inovação de tecnologia power, para dar maior solidez àquilo que é a solução e acompanhamento dos seus clientes.

Foi árduo o trajeto delineado a partir de 2010, com a introdução de novas diretrizes governativas. A imposição legal do Estado obrigou a all@work a atuar como “fiscal” de todos os processos fiscais e legais dos clientes, responsabilizando-se através da sua própria assinatura. Todos os processos ganharam contornos digitais otimizados, o que obrigou a uma reestruturação dos negócios. A preocupação da all@work pelo cumprimento das regras de conformidade, exigiu o esforço dos clientes, numa relação em que o respeito, a lealdade e a cumplicidade continuaram a ser valorizados.

A all@work tem estado por detrás de uma grande rede de sucessos extensíveis aos mais variados setores. Faz-se presente através de sistemas que integram e centralizam, para depois distribuir resultados. É uma empresa de descobridores, que encontrou nos momentos de crise a oportunidade de estreitar laços e que soube aprender com a história a reter a confiança dos parceiros.

Em momentos em que o Norte não se encontrava facilmente, a all@work também soube ser estrela polar. Mas, no décimo aniversário, a all@work não quer ser a estrela, quer fazer os seus clientes brilhar.

A todos os clientes e parceiros, a all@work deixa um enorme Obrigado!